DSC_0656

Olá, springers!

Hoje é o dia de falarmos sobre a Laguna Cejar. #altamenterecomendada

O passeio foi a tarde e, quando chegamos lá, o dia já não estava mais tão quente. Posso dizer que descobrimos uma lagoa mágica. Por quê? Porque a lagoa é uma espécie de “prima” do Mar Morto. Então vocês podem adivinhar o que ela faz conosco, não é mesmo? Sim, flutuamos! Ninguém afunda, fica só boiando.

Quem poderia imaginar que existem tantas lagoas no deserto mais árido do mundo, não é mesmo? Pois é, e essa ainda por cima é uma das mais salgadas. Sua concentração de minérios e sal (80%) é ainda maior que a do Mar Morto. O tempo de permanência recomendado é de apenas 20 minutos. E nisso, as mulheres podem dizer adeus aos cabelos, às unhas, à pele… T-U-D-O resseca.

Fora que o sal tem de ser retirado muito bem do corpo, pois fica pinicando. É tão forte que dá para vê-lo na pele, que fica toda branca, com uma crosta.

A parte de fora da lagoa, mais especificamente a sua margem, fica branquinha, pois o excesso de sal se acumula por ali. Não é recomendável andar descalço, pois o sal pode ficar afiado e acabar cortando a pele. A paisagem, como muitas outras é linda. Dá pra ver o vulcão Licancabur ao fundo.

Infelizmente eu e meu namorado não entramos na água #fail. O principal motivo foi eu ter esquecido o biquíni, pois não sabia que poderíamos entrar na lagoa. Outro fator era que eu estava de lente de contato e, uma gotinha daquela água, poderia causar um dano muito grande. Outro fator era o frio. Meu Deus! Que água gelada! Meu namorado acabou não entrando também (me fez companhia). Mas um casal de amigos chilenos resolveu se jogar:

 

DSC_0652

 

O guia enganou todo mundo, pois dizia que o centro era quente, para convencer todos a entrarem. Agora bate um pequeno arrependimento, pois não sei se teremos outra oportunidade, mas pretendo voltar um dia no verão para não passar tanto frio ao sair.

Mais algumas fotos:

 

DSC_0650

 

DSC_0656

 

Existe também um passeio de bike até lá, mas acabamos fazendo o tradicional, de van.

Nesse mesmo dia, ainda fomos aos Ojos del Salar (ou Tebinquiche) e também à Laguna Tebinquiche, mas ambos terão de ficar para outro post, pois renderam fotos lindas!

Até semana que vem.

Um beijo grande,

Dai Bugatti.