Springers, vocês sabem que sou megafã da Malala Yousafzai, né? Pra quem não sabe, a girl é a mulher mais jovem a ganhar o Prêmio Nobel da Paz, sendo reconhecida por ser ativista na educação.

Malala sempre defendeu o direito das mulheres estudarem, mesmo com o grupo extremista Talibã instaurando o terror no Paquistão. A girl criou um blog para falar sobre a situação da educação no seu país, ajudou o pai a criar um grupo de estudos em uma escola escondida, mas um dia ela foi vitima do Talibã, que tentou assassiná-la a caminho da escola, em 2012. Malala sobreviveu e, hoje, vive na Inglaterra, e continua na luta pelas garotas.

A paquistanesa vem ao Brasil a convite do Itaú Unibaco e o Instituto Alana, e participará de um evento fechado dia 9 de julho, no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo. A ideia é promover um debate com pessoas envolvidas na educação sobre direitos femininos.

Eu quero muito me envolver neste evento, torçam por mim? Estou atrás de contatos e quem sabe não consigo cobrir pra vocês? Mas quem quiser assistir ao vivo, fica a dica, o evento será transmitido pelas redes sociais do Itaú, às 16h.

Ah! Fica a dica, se você quer conhecer mais sobre a história da Malala tem um livro incrível, que citei neste vídeo aqui!