Uma conquista e tanto para as mulheres de todo o mundo que, mais do que nunca, em 2017 puderam entender melhor o que é o feminismo e colocá-lo em prática, lutando cada dia mais pelos seus direitos e por respeito – que é algo que deveria existir desde sempre, mas, que infelizmente, ainda existem pessoas que não sabem da sua importância.

Apesar de ser um movimento que existe desde o século XIX, o feminismo tem se tornando um assunto ainda mais frequente nas comunidades, por isso, em 2017, não teve pra ninguém, e esta se tornou a palavra do ano, segundo o dicionário americano Merriam-Webster.

Vale lembrar que, em 2016, para o dicionário Aurélio, a palavra foi empoderamento. O que significa que as pessoas estão buscando se informar sobre o feminismo.

Esta escolha é feita de acordo com o número de buscas envolvendo o termo desde o início do ano, que começaram a aumentar após janeiro, quando rolou a Marcha das Mulheres contra o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Outro fator que, infelizmente, aumentou as buscas foram os casos de abusos sexuais denunciados por várias famosas de Hollywood.

A nossa torcida é para que cada vez mais pessoas se informem e tomem consciência da importância deste movimento e que entendam que não é mimimi, mas, sim, uma luta constante por algo que devia existir naturalmente, que é o respeito dentro da sociedade.