comic-con

Gente, olha quem voltou! A minha amiga Carolina Salomão (segue ela lá no Instagram!) foi curtir a CCXP este fim de semana e conta algumas curiosidades!

Muito além dos painéis de entrevista com os profissionais envolvidos na produção de séries, filmes, HQs e outras formas de entretenimento, a Comic Con de São Paulo é cheia de surpresas, e a terceira edição do evento não foi diferente! Mesmo depois de ir apenas no sábado – a CCXP ocorreu do dia primeiro a 4 de dezembro – deu para se divertir até chegar morta real em casa e sentir todo o clima geek que amamos <3. Se liga nas 3 coisas que me chamaram atenção - e que podem te ajudar no próximo ano #FoiÉpico!

1 – O cosplay do Dustin tem Instagram!
Quem andou pela Comic Con deste ano deve ter cruzado com um menino que carregava três latinhas de pudim de chocolate de mentirinha. Para quem era fã de Stranger Things, série da Netflix, logo reconhecia o cosplay do Dustin e pedia por uma foto. Para quem não conhecia, se apaixonava pela fofura de Tomas, que mantém um Instagram com outros dos seus cosplayers, como o do Coringa. Segue lá: @tomas.barretosilva.

comic

2 – As atividades se encerram mais cedo
Apesar de o evento acabar às 22h, stands como o da Netflix começam a encerrar as filas dos jogos uma hora e meia antes. Outra vantagem de chegar cedo? Você não corre o risco de ficar sem o pôster da sua série favorita, já que todos os que participavam das atividades ganhavam um de brinde, e não só os vencedores. Ou seja, alguns se esgotavam mais rápido, como o de Stranger Things (snif!).

comic-1


3 – Os Funkos não são em conta

Todo mundo que é apaixonado por esses ~bonequinhos~ geek sabe que o preço varia conforme a dificuldade de encontrar ou a popularidade do personagem. Só que entrar nas lojas da CCXP e ver preços entre R$100 e R$120 era desanimador, já que você consegue encontrá-los em shoppings por R$80,00, e poucos valiam a alta quantia. A dica é pesquisar bastante antes de deixar para comprar no evento. 🙂

comic-2

Achei as dicas da Cá muito legais. Além de fazer quem não foi se sentir um pouquinho lá, ela também ajudou muito quem já se planeja para não perder a próxima edição. Alguém aí já foi ou sonha em ir? Conta pra gente!