lente-de-contato

Eu comecei a usar lentes de contato quando tinha 15 anos e, nesta época, eu era cheia de dúvidas do tipo “será que vou me acostumar?”, “será que vou conseguir cuidar?”, “mas vai doer?”, etc.,etc., etc. Mesmo com medo eu queria porque estava a fim de dar um tempo do óculos, porque quem usa vai me entender que é um saco ir para a academia ou fazer atividades ao ar livre com ele, certo? Embora eu gostasse bastante de usar óculos – uso desde os seis anos! – , queria ter uma opção para de vez em quando. Até que fui ao médico e ele me passou uma lente tórica (este tipo de lente é indicado para quem tem astigmatismo e uma curvatura diferente da córnea, porque ela tem um formato particular) SUPERDURA, ela nem dobrava para por no olho. Tudo bem, eu tentei, mas não me acostumei, sério, parecia um caquinho de vidro no meu olho. Até que fui ao oftalmo de novo e ele me passou lentes tóricas gelatinosas, na hora que a moça colocou para fazer o teste me habituei. Era um mundo novo! E, desde então, sempre que preciso uso lentes de contato – sem deixar os óculos de lado, claro. Se você está na mesma saga que eu estive há anos, vem cá, te conto algumas coisinhas que você precisa saber antes de usar lentes.

*Procure um oftalmologista para que ele tire todas as suas dúvidas e faça um diagnóstico completo e indique o melhor tipo de lente. Se ele passar um teste de lentes, para você saber se conseguirá se habituar, faça, ele é muito importante, pois tem pessoas que não se habituam.

*Você precisará ter um cuidado gigantesco com as suas lentes. Faça todo o processo de limpeza indicado pelo oftalmologista para evitar infecções e bactérias. Os olhos são sensíveis demais e merecem cuidado especial.
Respeite o período de troca de lentes. Se está indicado que ela deve ser usada por um mês, respeite o prazo para que no futuro você não tenha problemas oculares.

*Deixe os olhos respirarem. A lente é extremamente confortável e assim que você coloca não quer mais tirar, porém, os olhos precisam de um tempo de descanso. Use as lentes por, no máximo, seis horas no início e intercale o seu uso com o óculos – esta foi a indicação do meu médico. Também não durma de lente, pois como durante o sono a lubrificação dos olhos diminui, as lentes podem ressecar e causar muitos problemas.

*As lentes não ficam presas em seu olho e também não atravessam o globo ocular. Fique tranquila, essas coisas acontecem só em filmes mesmo.

*Infelizmente, o custo da lente de contato é alto, pois além das lentes você também precisará investir em um bom colírio lubrificante para os dias mais secos, e em xampus e soros próprios para lavá-las. Portanto, vale a pena colocar isso na ponta do lápis para analisar se o investimento é o ideal para você.

Bom, essas foram as minhas dicas baseadas na minha experiência pessoal. Se vocês gostarem e tiverem mais dúvidas sobre lentes posso conversar com um especialista para responder todas elas. Basta me dizer nos comentários, ok?
Espero que tenham gostado!

Beijos.

*A imagem deste post é Reprodução/ Instagram @acuvue