criado-zinhovermelho

Sabe aquela peça que é amor à primeira vista? Foi assim quando eu conheci o criado-zinho da Kinin. Sim, essa é mais uma da série “vi e já quero muuuito”! E como o post de decoração que a Carolina Munhóz fez foi supercurtido, resolvi falar da loja aqui. Ela nasceu da união dos irmão Giselle (arquiteta e urbanista) e o Luis Gustavo (designer do produto), que se interessaram pela madeira ainda criança, quando passavam as tardes na garagem da casa dos avós usando ferramentas e sobras de madeira da antiga fábrica de brinquedos da família (#sonho). O tempo passou, os dois fizeram faculdade e resolveram colocar a mão na massa, criando os seus próprios objetos.

Um belo dia eles estavam desenhando um criado-mudo e fizeram uma pergunta bem engraçada: ‘‘Por que o criado-mudo tem de ser mudo? Vamos colocar uma boca nele!”. Assim eles começaram a desenhar móveis fofos e que interagissem com as pessoas por um design superdivertido.

 

criado-zinhovermelho

 

E não é que deu certo? Os móveis estão superando as expectativas dos irmãos, tanto que eles já expandiram a produção. Atualmente a Kinin vende para todo o Brasil, basta entrar em contato pelo e-mail que está no site, clique aqui.

Estou simplesmente apaixonada e, em breve, também vou garantir o meu criado-zinho. Como não se apaixonar, minha gente? Além disso, o Luis e a Giselle são ótimos exemplos para quem tem um sonho e morre de medo de se jogar nele!